Turismo rural na travessia Viana – Santa Leopoldina

1

Fizemos um delicioso turismo rural em uma travessia de Viana até Santa Leopoldina, passando por estradas pequenas, mas cheias de atrações, como cachoeiras e sítios, e vamos contar aqui o que encontrarmos pelo caminho!

Mas antes, uma pequena explicação de como fui descobrindo os lugares citados neste texto. Não deixe de ver em seguida as lindas fotos e o mapa do caminho. 🙂

Eu estava procurando no Google Maps o caminho para o Vale das Cachoeiras, olhando ao mesmo tempo no Youtube e no Instagram instruções de como chegar lá. Nas dicas, sempre citavam o Túnel da Alegria, que eu não conhecia, mas que também era difícil de achar uma descrição muito detalhadas de como chegar. Então vi que o Sítio Gava, que eu já queria conhecer há um tempo, ficava ali pela região. Já olhando um pouco mais ao Norte, lá estava a Cachoeira do Palito, outra desconhecida.

Isso me despertou uma curiosidade muito grande em explorar mais. Encontrei então uma estrada que saía da BR-262 e chegava na ES-080, lá próximo da sede de Santa Leopoldina! Não sei para vocês, mas para mim foi uma surpresa grande. Tudo isso viajando no Google Maps.

Este post é então uma apresentação de todo o caminho que passamos para fazer a série de textos sobre essas atrações de Viana e Santa Leopoldina. Não falarei detalhes dessas atrações em si, pois já fizemos posts específicos para elas, mas das belezas e de outros destinos que conhecemos ao longo da travessia.

E que trajeto bonito! Com cachoeiras, sítios e belos cenários de agricultura, esse trajeto se torna imperdível para quem quer conhecer em um só dia diversos destinos turísticos do estado.

Como chegar

Para chegar no início da travessia de Viana para Santa Leopoldina, saindo de Vitória e indo pela BR-262, logo após os presídios de Viana, basta virar em direção a Formate (aliás, esse é o ponto de início dos vários lugares que visitamos e que foram apresentados nessa série de posts).

Já o ponto final dessa nossa viagem é na ES-080 (Rodovia José Sette), em Barra de Mangaraí, Santa Leopoldina. O mesmo percurso pode ser feito no sentido contrário também, partindo da ES-080.

O trajeto é de 55 Km, basicamente seguindo o fluxo natural da estrada, com poucos pontos de dúvida ou de desvio. Mas como esses pontos existem, sugiro acessar este link com o seu celular e utilizar o GPS para te guiar.

Para conhecer o Vale das Cachoeiras, o Túnel da Alegria, a Piscina do Zé Maria e o Sítio Gava, é preciso dar uma desviada no trajeto da travessia, como mostrado no mapa. São saídas de no máximo 5 Km. A descida para a Cachoeira do Palito e os demais locais citados estão ao longo do caminho, não precisando desviar do percurso.

É possível visitar todos os destinos mostrados ao longo do texto em um único dia. Eu sugiro sair cedo e escolher um ou dois lugares para ficar por mais tempo e aproveitar melhor, e visitando os demais você pode escolher em quais voltaria para curtir em uma próxima vez.

Mas chega de papo e vamos conhecer o que existe ao longo dessa travessia!

Conhecendo a região

Ao sair da BR, você encontra uma estrada bem asfaltada que seguirá assim por muitos Km. No dia que fomos, o asfalto estava florido pelo jambeiro e logo avistamos o clima de roça que iria nos seguir o caminho todo.

Com 2 Km, há uma estrada de terra no Sítio da Vitória que leva para o Vale das Cachoeiras (e suas ótimas cachoeiras Piapitangui e do Aloisio), Túnel da Alegria e Piscina do Zé Maria. Dê uma lida nos respectivos posts para conhecer um pouco mais sobre esses locais.

Voltando para a estrada principal e chegando em Formate, a 3,2 Km da BR, chega-se a uma bifurcação em Y no meio da pequena comunidade. Para a direita é o caminho que leva em direção ao Sítio Gava, e você pode ver mais detalhes sobre ele aqui. Para continuar na nossa travessia, siga pela pista da esquerda, subindo uma ladeirinha.

Nesse momento, o trajeto é praticamente só de subida por 10 Km (possuindo também uma grande descida). Pelo caminho, há pesque-pague e indicações de sítios que acredito possam ser visitados, mas aí cabe ao seu espírito aventureiro ir conferir e contar aqui para nós. 😉 Cruzamos com vários ciclistas que aproveitam o relevo para treinar ou passear.

Aproximadamente 6 Km após Formate, há uma linda igreja amarela, um bom lugar para se tirar fotos. Esse ponto fica bem na divisa entre Viana e Cariacica. Aliás, bem próximo dali está a Reserva Biológica de Duas Bocas, uma das atrações desse município. Só reparamos isso depois do passeio, então a visita fica para um outro dia. O caminho depois da igreja tem uma bifurcação, mas é só pegar a direita, conforme mostra o mapa.

Uns 2 Km após a igreja, vale uma parada para apreciar e tomar banho em uma pequena cachoeira que passa ao lado da estrada (fique atento olhando na lateral direita da pista para não passar direto).

Até esse momento, a estrada é asfaltada. A partir daí, o chão é de terra batida, mas bem tranquilo de seguir, coincidindo com o ponto mais alto da travessia. Começa então uma sequência de descidas e de belas hortas na beira do caminho.

10 Km após a pequena cachoeira na beira da estrada, passamos pela comunidade Meia Légua, já em Santa Leopoldina, que possui uma ótima cachoeira de mesmo nome, mas que também só descobrimos depois. Fica a sugestão de visita!

Atenção pois deve-se sair à esquerda do fluxo principal da estrada 3 Km após Meia Légua (novamente, basta seguir o GPS). Apenas 2 Km depois desse último desvio está a Cachoeira do Palito. Para conhecer mais essa cachoeira, veja o post dedicado a ela. Seguindo adiante, em pouco mais de 1 Km volta-se para a estrada principal e então deve-se pegar a esquerda.

1,5 Km à frente, chegamos na Cachoeira do Rio do Meio, uma propriedade particular muito bem cuidada com uma imponente cachoeira e uma bela ponte. O espaço conta com bar, restaurante, área de churrasco e camping, fora o ótimo poço para banho formado pela cachoeira. A entrada custa R$ 20, mas pudemos fazer uma visita rápida gratuita.

O asfalto recomeça 2,5 Km depois, seguindo pela direita. Após quase 6 Km de asfalto, uma estrada à direita leva à Cachoeira do Retiro, a apenas 500 m da estrada – outra que só descobrimos após o passeio. Mas continuando a estrada principal, 400 m à frente, em Mangaraí, encontramos uma prainha de rio, com fracas corredeiras, um ótimo local público para banho!

Finalmente, 3 Km adiante chegamos na Rodovia ES-080, em Barra de Mangaraí. Agora é com vocês: visitar a sede de Santa Leopoldina indo pela esquerda ou voltar para Vitória, pela direita.

Santa Leopoldina possui coisa de 40 quedas d’água, então com certeza haverá outras próximas de onde passamos. Fiquem à vontade para indicar aqui mais atrativos de fácil acesso por essa travessia.