Hidrolândia – cachoeiras e poços com águas transparentes nos pés do Caparaó

6

Este post foi escrito originalmente em outubro de 2015 e atualizado em janeiro de 2017, quando incluímos muitas outras informações que ficaram de fora na primeira versão.

No Sudoeste do estado do Espírito Santo, no município de Iúna e aos pés da Serra do Caparaó encontra-se Hidrolândia!

Essa região, a menos de 2 Km de Minas Gerais, reserva para nós belas cachoeiras e poços cujas águas têm origem próxima ao Pico da Bandeira.

Detalhamos abaixo tudo sobre o local, que é uma propriedade particular e seu nome oficial é Hidrolândia Parque. Indicamos para você como chegar, apresentamos a infraestrutura do espaço, com camping e restaurante, e mostramos muitas fotos dos incríveis poços que você irá encontrar por lá.

No final do texto, falamos também de mais uma atração da região: a Cachoeira do Dioney.

Como chegar em Hidrolândia

Para chegar é bem tranquilo. Partindo da Rodoviária de Vitória, siga por 195 Km pela BR-262 em direção à Minas Gerais. Cerca de 800 m antes da divisa, haverá uma placa indicando o caminho para uma entrada de terra à sua esquerda.

Como apontado na placa, até Hidrolândia são mais uns 10 km de estrada de chão. Cuidado nessa hora, pois é necessário ir para o acostamento para conseguir cruzar a pista.

A partir daí, também não tem erro, pois existem várias placas indicando as cachoeiras. A estrada é de terra e bem esburacada, então é preciso ir com calma e paciência. Aproveite para ir curtindo o caminho, a paisagem e o Rio José Pedro, que vai te acompanhando ao longo da estrada – MG é do outro lado da margem.

Após cerca de 8 Km, saímos dessa estrada e viramos à esquerda, em direção à Hidrolândia – há placas nesse ponto indicando o caminho. São menos de 2 Km para chegar, mas a estrada de terra tem algumas subidas bastante íngremes.

Pouco antes da chegada haverá uma casa à esquerda indicando mais uma vez o caminho. Mantenha-se à esquerda e o destino estará próximo.

Leva-se umas 3:30 h para fazer esse percurso, desde Vitória até a chegada a Hidrolândia Parque.

Você pode acompanhar o trajeto e as localizações exatas no mapa abaixo, onde destacamos ainda a Cachoeira do Dioney, que será apresentada no final deste texto.

A infraestrutura de Hidrolândia

Antes de mostrar as lindas cachoeiras, aguardem só um pouquinho mais de prosa para algumas informações importantes.

O parque é uma área particular, e o proprietário José Carlos cobra R$ 8 por pessoa como taxa de entrada, sendo que é permitido entrar das 8 h às 20 h, todos os dias da semana.

O espaço conta com uma área grande para acampamento, bem ao lado das trilhas para os poços. O valor do camping é de R$ 15 por pessoa, sendo que é necessário fazer uma reserva antes pelo email hidrolandiiaparque@gmail.com – no caso de grupos, é pedido o pagamento adiantado de 50% para confirmar a reserva. A estrutura do local conta com banheiros, chuveiros e tomadas para dar mais conforto para os usuários.

Se quiser, também é possível almoçar por lá uma deliciosa comida da roça feita no fogo à lenha. O restaurante self-service funciona das 11:30 h às 14:30 h e o valor é de R$ 25/Kg. Há ainda uma lanchonete, caso queira comprar refrigerantes, sucos e outras guloseimas – não é permitida a entrada com bebidas, alcoólicas ou não.

Se quiser fazer um churrasco, você pode levar a carne e a churrasqueira, apesar de já ter algumas por lá. Só não é permitido colocá-la ao lado do rio – tem uma área reservada para churrasco.

E finalizando sobre a infraestrutura do local, para não me alongar muito, Hidrolândia possui ainda duas longas trilhas. Uma é a Trilha do mirante, que dura 3:30 h e o ponto culminante é em um mirante da região. A outra, Trilha Córrego das Pombas, é mais longa, passando por dentro de uma densa mata preservada, com duração de 5 h. É necessário ligar antes para agendar, o valor é de R$ 10 por cabeça e o guia leva de 5 a 20 pessoas.

Atenção, pois todos esses valores são de janeiro de 2017 e podem sofrer alterações. Entre em contato com o parque pelo número (28) 9-9987-7339 antes de ir para ter uma informação mais precisa.

E acompanhe também as redes sociais do empreendimento: Facebook e Instagram.

Conhecendo as cachoeiras e os poços de Hidrolândia

As cachoeiras de Hidrolândia são formadas pelas águas do Ribeirão do Brás, e estas formam vários poços ao longo da propriedade, cada um com um perfil diferente, mas todos lindos e com águas transparentes.

O principal poço é o da – tcharam! – Cachoeira Hidrolândia, onde você encontrará uma corda pendurada em um galho se pendurar balançar e se jogar na água. Diversão garantida! A trilha para chegar nele é bem pequena e ao lado da área de camping, com alguns degraus de terra batida.

A água estava fria, mas o dia estava quente, então deu para ficar um bom tempo dentro da água sem grandes tremores. E tenha cuidado com a profundidade se não souber nadar direito, pois em muitos pontos não dá pé.

O bom é que, por ser fundo, dá para se divertir sem problemas nos pulos das pedras ao redor do poço.

Acima da Cachoeira Hidrolândia há o Poço do Martelo e o Poço do Portal, cujo acesso pode ser feito pelas pedras ou por uma outra trilha atrás do camping.

Seguindo rio abaixo, pode-se ir de um poço a outro caminhando. Nós até tentamos, mas preferimos não arriscar. Mesmo assim, ao redor há muitas outras piscinas que você consegue ir explorando sem muitas dificuldades.

Vale falar de uma coisa que nos deixou decepcionados na primeira vez que fomos à Hidrolândia, em 2015: a sujeira deixada por parte da galera que frequentava o local. E pior, não era pouco lixo! Vimos várias latinhas de cerveja dentro da água e nas encostas, além de restos de churrasco ao lado do rio.

E qual não foi a nossa surpresa ao voltar em 2017 e não encontrar NENHUM lixo? 😀

Conversamos com o Sr. José Carlos a respeito desse assunto e ele nos informou que esse problema com o lixo melhorou muito e que os frequentadores estão muito mais educados.

Fica então o lembrete: tragam de volta TUDO que levarem e coletem até mesmo o lixo dos outros. Cabe a nós mantermos esse ambiente igual ou melhor que quando chegamos, para que nossos netos também possam apreciar essa maravilha.

Depois de curtir esse poço, retornamos à área de camping e seguimos pela outra trilha, que leva ao Poço da Lage (sic). Esse caminho é um pouco mais longo, com uns 100 m de comprimento. No meio dele há uma bifurcação para a direita para seguir para os poços do Pilão, da Gruta e Perdido.

Chegando na Lage, dá pra termos uma noção da dimensão que é a parede formada pelo Caparaó! 😀

O Poço da Lage também é fantástico! Bem profundo, com uma linda queda d’água e com formações rochosas que permitem a gente saltar do alto da pedra.

Fomos explorar rio abaixo e encontramos um outro poço tão lindo quanto. O caminho é difícil, então vá em grupo para um ajudar o outro.

Esse outro poço tem um tronco caído dentro dele, o que dá um charme no ambiente.

E Hidrolândia é isso… Um local para relaxar e curtir a água e as maravilhas da paisagem.

Cachoeira do Dioney

Saindo de Hidrolândia Parque, retornamos para a estrada de terra principal e resolvemos seguir mais um pouco à frente para conhecer a Cachoeira do Dioney. Da entrada para a Hidrolândia até o Dioney, foram mais ou menos 5 Km. Vindo direto da BR-262, são uns 15 Km.

O espaço é uma área de camping com bar e vários locais para jogar, brincar e tomar banho de rio. Em 2015, o bar estava funcionando, mas a piscina principal estava em reforma. O rio estava bastante seco por conta da estiagem das chuvas que assolou o nosso estado nessa época, e nem deu para ver nenhuma cachoeira, provavelmente por esse motivo. Contudo, pareceu ser um local bem legal para se passar um dia com a família, quando em condições boas de água.

Finalizamos o dia voltando para Vitória, e, no retorno, avistamos essa bela cachoeira da estrada.

Mais informações

Como indicado nas placas da saída da BR-262, a Rota Imperial leva a outras cachoeiras da região, e todo o entorno do Caparaó conta com inúmeras cachoeiras incríveis. Caso você não resida próximo à região de Iúna, assim como nós, vale a pena montar um percurso que englobe mais cachoeiras da região para engrandecer ainda mais o passeio.

 

  • Wallace Chuvero

    Informações TOP!

  • Heloiza Souza

    Muito legal as informações! Queria me hospedar por lá, sem ser em Camping. Queria uma pousada. Vc sabe me dizer onde eu consigo?

    • Não conheço, Heloiza. Sugiro entrar em contato com eles por telefone ou email e pedir uma indicação. Eles são gente boa. 😉

  • Ester Colodetti Vicosi Andreao

    Lugar lindo estou louca para conhecer… Obrigado pelas informações foram de grande aproveito